top of page
Oxum Opara .jpg

Alessandra Castelhano

  • Instagram
  • Facebook
Minha história

Alessandra Castelhano, artista autodidata nascida no estado de São Paulo. A partir das suas vivências de violências na infância, a artista Alessandra, usou o desenho como ferramenta de transformação e sublimação. Das experimentação de desenhos à pintura com diversos tipos de pigmentos e técnicas, a artista aos 26 anos inicia sua trajetória. 

 

Em 2002 uma viagem para fora do Brasil marca sua carreira, com alguns quadros na bagagem, chega a Espanha com a esperança de uma nova etapa da vida e lá se aprimora e ganha espaço no cenário artístico catalão. No ano de 2004 estreia sua primeira vez em uma exposição coletiva e em 2006 faz várias exposições individuais. 

 

Em toda sua trajetória artística, Alessandra teve o apoio de seu Babalorixá Rodney William. Apoio esse que junto da sua experiência como Egbomi de Oxum no seu ilê axé, influenciaram na construção de sua identidade e de sua obra.

 

"Meu jeito de compartilhar o axé é através da arte."  Alessandra Castelhano

Em 2022, um de seus quadros foi capa do mais recente livro de seu sacerdote e inaugurou a mais recente série tríptica de quadros intitulada: "Orô, celebração". Dentre as pessoas célebres que acompanham e possuem obras de Alessandra Castelhanno em seus acervos estão Djamila Ribeiro, Fafá de Belém, Linn da Quebrada e Ìyálorisa Kathia de Oyá. Podemos encontrar uma galeria de suas obras no Ilê Oba Ketu Axé Omi Nlá, casa de candomblé na qual faz parte.

 

O trabalho de Alessandra Castelhano é único, a artista além de utilizar técnicas tradicionais da pintura a óleo combina texturas e elementos do seu dia a dia, principalmente da sua rotina religiosa, que há mais de 20 anos faz parte de sua vida. Suas obras fazem parte da sua vivência do sagrado.

 

Através de seus quadros podemos comungar dessa cultura diaspórica tão rica e presente na vida dos latinos americanos.

bottom of page